Categorias
Blog

Conheça a importância de negociar dívidas

Quando o cliente não acerta seu débito na data do vencimento, o mais indicado é logo estabelecer contato com ele. A partir dessa comunicação, buscar entender o que o impede de quitar seu compromisso. Tomadas essas atitudes, é vital partir para a composição de uma forma de pagamento que atenda às necessidades do negócio e do cliente.

Essa hora, de negociar dívidas, é decisiva para se chegar a um acordo com o consumidor. Pois quanto antes fica acordada uma forma de pagamento, melhor é para a empresa e para o próprio devedor.

Atente-se aos pontos a seguir e conheça mais aspectos relevantes dessa importante questão!

Negociar mostra disposição em entender o cliente

Quando a empresa se dispõe a conhecer as razões do cliente que está em atraso, abre espaço à negociação. Partindo do pressuposto de que poucos deixam de pagar dívidas apenas por deixar, saber o que há com o devedor ajuda a viabilizar uma forma de quitar o débito.

Note que é possível o consumidor estar com dificuldades pessoais ou familiares: desemprego, doença e atraso de salário são alguns motivadores de inadimplência.

Negociar evita que os prejuízos aumentem

Não receber no dia certo já prejudica, considerando-se que a empresa conta com os ativos recebíveis sendo pagos dentro dos prazos. Mas o prejuízo tende a aumentar, nos casos em que não se busca negociar. 

Veja que o passar do tempo vai acrescentar juros e correções monetárias ao valor original da dívida. Ninguém lucra com isso, porque a quitação do débito fica ainda difícil.

De um lado, perde o consumidor, que arrisca ver seu nome registrado nos órgãos de proteção ao crédito. Do outro, perde a empresa, cada dia mais distante de receber o valor a ela devido.

Se a dívida for para uma esfera judicial, os custos da cobrança ficam ainda mais elevados, bem como se agravam as perdas para a empresa e seu consumidor. 

Negociar ajuda a reter o cliente

Ao negociar dívidas, a empresa oferece mais do que jeitos de pagar: proporciona alternativa a um consumidor em vias de ter problemas com seu crédito na praça.

Também é preciso considerar que uma negociação bem-sucedida leva o devedor a se sentir à vontade para continuar utilizando os serviços ou produtos da empresa que facilitou a quitação do débito.

Isso deixa o cliente mais propenso a se fidelizar à marca que o acolheu em um momento delicado.

Negociar confere uma imagem positiva ao negócio

Ser flexível e negociar dívidas faz parte das condutas de todo negócio que pretenda enfrentar um mercado a cada minuto mais competitivo e exigente. Uma empresa que negocia mostra-se acessível, o que favorece sua imagem junto ao público.

Ao interagir com quem deve ao negócio e flexibilizar o pagamento de valores atrasados, o empreendimento transmite a mensagem de acreditar e investir no relacionamento com o consumidor.

Contar com processos eficientes ao negociar dívidas é fundamental para evitar que os débitos da clientela cresçam e provoquem maiores inconvenientes à empresa. Esse é o melhor caminho para minimizar as dores de cabeça que vêm junto com a inadimplência e, assim, equilibrar a gestão das finanças empresariais.

Você busca negociar as dívidas dos clientes ou lida de outras formas com as cobranças? Deixe o seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *